São dias como estes que nos fazem apreciar as coisas realmente importantes da vida. Alguém até hoje tinha reparado naquela sombra existencial mesmo por baixo dos nossos olhos?
Aquele pedaço de sofrimento comunalmente chamado de “ponta do nariz”? Quem se lembra da ponta do seu nariz durante todo o resto do ano? E no entanto ela ali está, invariavelmente presente mesmo por baixo dos nosso campo de visão. Dá de facto que pensar. O que seria para nós a nossa ponta do nariz se não fosse o acutilante contraste térmico, que como uma intrometida fada da consciência nos informa, ao jeito dum rodapé de televisão, olha agora para mim, sou a tua ponta do nariz, portal mágico para o mundo patogénico e mucoso que ocultas com um espirro dissimulado…

2 comentários:

'stracciatella disse...

Muito profundo!

Chandelier disse...

Ponta do nariz, o verdadeiro órgão controlador do ser humano...